CNSP REALIZA AÇÃO SOLIDÁRIA “DOE!” DURANTE PERÍODO QUARESMAL

 


“Dai de Comer a quem tem fome”

(Mt 14, 16)

A Experiência Cristã tem sua centralidade no mistério pascal de Cristo Jesus. A partir da sua paixão, morte e ressureição, o Senhor inaugura um novo tempo, uma nova vida: a vida em Cristo. Para que melhor se vivencie este tempo, a Igreja, a partir da sua pedagogia sagrada, apresenta um período de quarenta dias em preparação para a páscoa, conhecido como quaresma, relembrando os quarenta dias que Cristo passou no deserto em preparação para sua paixão. Assim, buscando uma plena vivência desse tempo, a Igreja apresenta um tripé: Oração – Jejum – Caridade.

Apoiados nessa convicção, o Serviço de Orientação Religiosa (SOR) do Colégio Nossa Senhora da Piedade (CNSP), através da dinâmica “Escola em pastoral”, buscou fomentar o espírito caritativo de toda comunidade educativa através da ação solidária “DOE!” - “Dai de comer a quem tem fome” (Mt 14, 16). O projeto consistiu num trabalho de conscientização e sensibilização de alunos, bem como de suas famílias, acerca das realidades de inúmeras famílias que são submetidas atualmente a situações de precariedade e, em seguida, promovemos uma arrecadação de alimentos para a montagem de cestas básicas que serviram de alívio para várias famílias em situação de vulnerabilidade na cidade de Lagarto/SE.

Desse modo, cada turma foi convidada a fazer a sua parte dando um pouco de si para o outro. Desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental Anos finais, todos os alunos puderam experimentar que fazer o bem faz bem. Do montante arrecadado foram montadas 28 cestas básicas destinadas as comunidades rurais Pindoba e Altos, ambas assistidas pela Paróquia de Santa Luzia, no Bairro Alto da Boa Vista.

A solidariedade é, de fato, a experiência de ser tocados por aquilo que vive o outro: a sua história, o seu sofrimento e a sua esperança. Podemos, assim dizer, que a caridade é um compartilhar e que cada um oferece ao outro, através do seu olhar, o seu coração e a sua mão aberta, de viver e de continuar o caminho.

Por fim, o “pouco” que oferecemos vira sinal de fraternidade, inspirada pelo amor superabundante de Deus Pai. A solidariedade vira um estilo de vida quando aceitamos encontrar e nos aproximar de quem não conhecemos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CLUBE DE LEITURA “SEMENTES DO AMANHÔ ROMPE FRONTEIRAS E É DESTAQUE NA IMPRENSA NACIONAL

Roda de conversa sobre a vida e obra da escritora Carolina Maria de Jesus.

Cordéis dos Alunos CNSP são selecionados para o LIVRO CIENART - Cordel COVID 2020!